Morena, uma égua muito especial

Vítima de maus-tratos, o animal foi adquirido e transformou-se em campeão em provas de hipismo
14 de abril, 2018
Morena recebeu muitos aplausos neste sábado (14), durante uma competição no 32º edição do Concurso de Saltos ExpoLondrina, realizada na Pista Equestre Roberto Requião.  A égua, de aproximadamente oito anos de idade, foi a grande campeã na categoria “X ao Trote”, prova destinada a crianças iniciantes em hipismo.   Por conta da conquista, Morena recebeu também muitos afagos de crianças e adultos, além de faturar uma suculenta cenoura.

O que é que a Morena tem? Por que tanta paparicação com esse animal? O que ela tem de especial? Vamos lá: a égua tem uma trajetória de vida que, quando narrada pelos seus responsáveis, deixa o interlocutor impressionado – ou mesmo, emocionado. Morena foi vítima de maus-tratos. Hoje, é um animal campeão e venerado, principalmente, pela criançada.
A “volta por cima” da égua começou há cinco meses, quando foi adquirida pela fotógrafa Thaís Lourenço. Ao perceber o sofrimento a que o animal era submetido diariamente, por parte do antigo proprietário, desembolsou R$ 2 mil por Morena.

Antes de fechar o negócio, ela solicitou ajuda do amigo Lucas Canos, proprietário do Centro Equestre Norte do Paraná, localizado em Cambé.  Que, além da solidariedade, garantiu os cuidados veterinários e suplementação alimentar. “Ela estava muito abatida”, resume Canos.
A égua, Sem Raça Definida, ficava amarrada no rabicho de um carro praticamente abandonado em via pública, comendo grama dos canteiros e tomando água que as pessoas deixavam num recipiente.

Os cuidados humanos e veterinários surtiram resultados. Morena ganhou peso – passou dos 340 quilos para 480 quilos – e, atualmente, é o xodó do Centro Equestre. Sobre o lombo da égua, crianças de 3 a 7 anos são iniciadas no hipismo; ela é também utilizada nas sessões de Equoterapia.
“Ninguém dava nada por ela”, observa Lucas Canos. “Morena é muito dócil, é impressionante o entrosamento dela com as crianças. Às vezes, tenho a impressão de que ela retribui com docilidade o carinho recebido”, complementa.

Não é de se duvidar!